Translate

Loading...

Siga o Leão...

quinta-feira, 8 de agosto de 2013


PROCURA-SE UM GESTOR



Ultimamente, tenho me reportado aos diversos conceitos e observações sobre a administração pública, para tentar entender o que pode passar pela cabeça de um sujeito que, da noite para o dia, sem nunca ter administrado nada e, principalmente, pensar que conhece a “coisa pública” e que, pelos braços de um povo desiludido com outro administrador, é levado ao cargo majoritário de um município.

Este cargo de liderança tem se tornado uma bomba prestes a explodir a qualquer momento, uma vez que a verdadeira forma de se tornar um bom líder, é fazer uma administração voltada para o bem coletivo, o que não temos visto até agora, uma vez que vários pactos umbilicais têm sido celebrados, onde as prioridades e os mais necessitados são excluídos.

Assim sendo, vai se vendo uma cidade totalmente desfigurada pela intransigência e incompetência de um administrador público que, aos poucos vai se rodeando de assessores e comissionados, premiando-os pelo apoio recebido durante o período de campanha, confirmando mais uma vez aquele conceito de que cargo de livre nomeação é uma forma que inventaram de impor à Administração Pública a presença de pessoas que não tiveram capacidade para passar em concurso público, nem a competência para ganhar uma eleição.

Desta forma, incha-se a máquina administrativa por causa dos apadrinhamentos políticos, na esperança de poder continuar fazendo besteiras com o aval dos protegidos, às custas de 0% de reajuste salarial.

Decididamente, a nossa cidade não poderia passar por mais esta ... o povo de Monlevade não merece passar por esta situação, embora ouçamos da boca de muitos a fatídica máxima de que “o povo tem o governo que merece”.

Se ser competente é acertar um alvo que ninguém acertou e ser administrador é acertar um alvo que ninguém viu, ficaremos a ver navios por muito tempo, aguardando o advento de um verdadeiro gestor, um verdadeiro líder que consiga colocar a nossa cidade nos trilhos ...

Atualmente, a minha frustração maior é a de ter acreditado que não haveria um sucessor pior que o antecessor. Ledo engano. E para minimizar esta dor, vou jogando pedras na esperança de que alguém as recolha e construa algo, que venha, de fato, atender aos anseios do povo, na tentativa de me redimir ... mas, como está difícil!


Finalmente, devo dizer que quem sabe faz a hora ... Vamos esperar acontecer o pior?

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seja Bem Vindo !! Seu comentário é muito importante!