Translate

Loading...

Siga o Leão...

terça-feira, 29 de novembro de 2011

PRESSIONADO

Leãozinho acordou ontem com verdadeiros estilhaços na cabeça. Começou a se questionar: O que foi que eu comi ontem? Ou bebi? Nada, além do normal. Pensou: Aquele empate do Ceará, depois de já saber que Fábio e Montillo seriam os próximos desfalques ... Mas, aí também, não!  Ele jamais iria se deixar abater com estas coisas ...

O fato é que sua pressão estava 14 x11, depois foi a 15 x 12 e, finalmente à tardinha chegou a 17x 14 . Pronto. Aí também já é demais! Não se pode questionar mais nada. É melhor procurar um amigo especialista. À noite, já no consultório, deu outra: 20 x 10.

E aí, o que é que foi? Depois de ser sabatinado pelo doutor sobre o seu ritmo de vida, descendências e outros bichos mais, exceto sobre a raposa, tomou ali mesmo dois  comprimidinhos, selando o início de um longo relacionamento, agora com o cardiologista cruzeirense. A partir daquele momento aquelas drágeas se incorporariam à sua lista de remédios de uso contínuo, além daquelas  vitaminadas  Ômega 3 e Cálcio...

E agora? E agora a vida continua. Só terá que reduzir os excessos ... e aumentar o que fizer falta. Então a vida começa a continuar novamente ...  


sábado, 26 de novembro de 2011

O PERDULÁRIO



20 Milhões de Reais. Este é o preço que nós vamos pagar pela intransigência, intolerância e incompetência administrativa do nosso prefeito. E olha que ainda falta um ano ... E, como no próximo ano serão as eleições municipais, a tendência de esta dívida aumentar será ainda maior, pois o mesmo ainda pretende se candidatar novamente ...(?)

Mas, algo me diz que para piorar (?) ainda mais, teremos o PT fazendo oposição dentro da situação, evitando queimar mais o seu filme, juntando os cacos e ao mesmo tempo, lavando as suas mãos pilaticamente. Do contrário, teremos alguém saindo de fininho pelas portas do fundo, deixando o barco à deriva.

Na próxima eleição, mais do que nunca, se quisermos que a nossa cidade mude, que ainda não seja para melhor, mas para sair da pior enrascada em que a enfiaram, teremos que eleger um AUDITOR E ESPECIALISTA EM ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA e não algum sindicalista, algum defensor de tal seguimento, algum bom samaritano ... e quer saber de uma coisa? Não carece ser político e muito menos populista ... 


quinta-feira, 24 de novembro de 2011


ESTÓRIA PRÁ BOI DORMIR (III)

Naquele reino, onde havia um príncipe que não sabia quantos filhos tinha para tratar e que, quando o bicho pega,  chama assessores do reino vizinho para auxiliá-lo e que resolveu recentemente sabatinar todos aqueles que pretendessem pertencer à família real, através de uma coisa parecida com concurso público, as coisas não andam muito bem, não...

É que está faltando quase um ano para o seu principado terminar e muitas promessas reais não foram cumpridas. A imprensa marrom, (entenda-se aquela mistura de verde com vermelho e que ao mesmo tempo não defende estas cores juntas) está atazanando a vida do pequeno príncipe, deixando-o cada vez mais “vermelho” de  raiva, embora ele tenha optado por permanecer no Verde Estraçalhado, digo Partido.

Para complicar  ainda mais, embora quase ninguém tenha notado sua generosidade em gratificar aspones, motoristas e professores sem graduação, resolveu agora cortar 50% dos prêmios de produtividade na saúde bucal, um dos melhores projetos de prevenção existentes desde o principado de Dom Laércio das Dores do Indaiá ...

É ... não dá prá entender, mesmo ... Depois ele coloca no folhetim real que o nosso reino está mudando ... só se for prá pior ... Agora, até inventaram um suplemento, para aumentar o Mãos à Obra, fazendo  propaganda da Escola Viva, onde os professores estão “Mortos” de raiva com as merrecas recebidas de salário para formarem sujeitos críticos ...

Enquanto isso, os conselheiros matemáticos reais procuram inventar uma fórmula mágica para pagar o piso sem que desconfiemos de que eles estão congelando o teto.

Ah, vá contar outra estória prá boi dormir ...











sábado, 19 de novembro de 2011

TÔ DE SACO CHEIO!


Como os demais professores da rede municipal, estou indignado com a indiferença com que estamos sendo tratados pelo poder executivo do município, inclua-se aí o nosso Secretário de Educação que, ao que parece, esqueceu-se de que o poder é transitório ou quem sabe pretende fazer carreira política(?)

É que há um famigerado projeto de lei que tramita na câmara que visa acabar com a lei 920/89, achatando os nossos salários, porque o prefeito atual e os que o antecederam também não se preocuparam em investir no humano, achando que bastava construir escolas, enfiar os alunos lá dentro, cobrar qualidade da educação (isso eles conseguiram!) e o professor que se dane...

Portanto, decidi que não devo e não quero me preocupar mais com o pagamento do piso. É melhor que a justiça decida esta pendenga e não me importa se vai demorar um ano ou dez anos, pois se a prefeitura não teve caixa para nos pagar este ano, com certeza, continuará não tendo, uma vez que em janeiro o piso sofrerá um reajuste de 16,68% (que também não nos será pago!) somando-se a isto a "crise"...

Sendo assim, primeiramente, vou brigar para que a prefeitura nos pague pelo menos os 6,31% que é de direito de todos nós, pois somos servidores públicos, e que seja retroativo ao mês de abril. Não podemos ficar com 0% de aumento! 

Segundamente, cobraremos uma administração mais séria do FUNDEB, o que poderá viabilizar a complementação do mesmo pelo governo federal, para que possamos receber o que nos é devido.

E, por fim, como queremos qualidade, inclusive na reposição das aulas, defendo a ideia de pararmos de repor as aulas aos sábados, recessos de natal e férias. Enfim, que trabalhemos até o dia 23 de dezembro e somente retornemos no dia 1º DE FEVEREIRO/2012, com as provas e recuperação final, iniciando o próximo ano letivo em março. Não justifica nos desgastarmos, comprometendo as festas natalinas e de fim de ano e férias de toda a comunidade escolar para fazer bonito para um governo que não nos valoriza e que não tem compromisso com uma educação de qualidade.

Agora, com relação ao projeto do prefeito que está na câmara, que o mesmo seja reprovado pelos vereadores e que o prefeito continue complementando o piso do PI com gratificações, o que aliás, ele já é bastante chegado. Pelo menos, esta gratificação se justificará.

Com relação ao plano de carreira, o que deverá continuar a vigorar é a lei 920/89, podendo a mesma ser mudada somente depois que o PISO NACIONAL nos for pago de acordo com a mesma.


terça-feira, 15 de novembro de 2011

ESPELHO, ESPELHO MEU ...



O Prefeito Municipal, tentará, por mais uma vez, medir a quantas andam a sua credibilidade com o legislativo. É que mesmo depois de duas reuniões entre a administração e Sintramon/comissão de professores, nas quais o mesmo não se dignou a dar as caras, quando a comissão solicitou que o Prefeito retirasse o projeto de lei ditador que altera a lei 920/89, Sem nos dar nenhuma resposta, possivelmente, amanhã, o citado projeto de lei estará na pauta de votação da reunião da câmara.

Agindo desta forma, ficará muito mais claro que a intransigência do executivo e seu despreparo ao diálogo,  reacenderá um estopim que poderá detonar mais uma crise entre o Executivo x Legislativo/Sintramon/Professores.

Nós, professores da rede pública, marcaremos presença amanhã, na reunião da Câmara, a menos que ainda reste um pouco de bom senso ao executivo em retirar o projeto de lei até o meio-dia de amanhã.



quarta-feira, 9 de novembro de 2011

REACENDENDO O ESTOPIM


A partir de amanhã inicia-se uma outra luta pelo pagamento real do piso, sem maracutaias, como assim o governo estadual está querendo. Inicia-se com uma paralisação que não se sabe se será ou não apoiada por todos os educadores do estado, uma vez que, infelizmente, a politização e a luta pelos direitos, há muito tempo não faz parte da grade curricular dos acadêmicos do magistério, nem tampouco da necessidade de auto valorização de certos educadores.

Da mesma forma, nós do magistério público municipal, cansados da inércia e falta de vontade política do executivo municipal, começaremos a nos mobilizar, no sentido de resolvermos a nossa situação. 

Para quem não sabe ou já se esqueceu, retornamos às nossas atividades escolares no dia 15 de agosto, preocupados com os prejuízos para a comunidade escolar, sem conquistarmos aumento salarial e sem conseguirmos fazer com que o executivo cumprisse a lei federal.

Neste meio tempo, o executivo mandou um projeto de lei, pagando o piso apenas para aproximadamente 4% dos educadores, fechando assim as portas para a negociação. Os vereadores, por entenderem que o citado projeto de lei não contempla os anseios da classe, estão empurrando a votação sabe-se lá até quando, na esperança de que possa haver entendimentos entre as partes.

A administração municipal reconhece que há erros nas contas do FUNDEB e que, também por isso e por outras questões administrativas da lei, dificilmente o governo federal complementará o mesmo. Nós queremos negociar enquanto a administração prefere se omitir, enquanto estima uma receita orçamentária para o próximo ano de 154 Mi, mesmo sabendo da paralisação do plano de expansão da Mittal. Aliás, é sabido que quem vai pagar este sonho é o povo através dos impostos e tarifas municipais.

Já está passando da hora do município refazer as suas contas, aumentando os investimentos na educação(professor), caso contrário ...  

terça-feira, 1 de novembro de 2011

MAIS UMA ENGANAÇÃO


Não estou bem, não!
Chego à escola, deparo com algumas companheiras de trabalho, que trabalham também para o "Estado", chateadas, para não dizer p...da vida, por mais uma  tentativa do governado Anastasia de confiscar o salário do professor, reduzindo de forma autoritária a diferença entre os níveis salariais de 22% para 5% dentre outras...

E aí pergunta-se: por que os políticos fazem tanta sacanagem contra o professor? Por que será que eles são incapazes de investir no ser humano? Em épocas de eleição, todos enaltecem os educadores; prometem, prometem e ... nada. Estes políticos acham que é só construir salas de aulas e enchê-las de alunos, pois educação de qualidade mesmo está só nos discursos bonitos deles e, o professor que se dane e que dê aos alunos o seu "melhor ouro" ... e não lhes interessa mais nada, apenas que aquele aluno seja "promovido" e nunca "retido", como manda a ditadura do CICLO, assunto do qual trataremos futuramente.

Na realidade, o que o governo quer mesmo  é colocar  nas salas de aula, os tomadores de conta de alunos ou dadores de aula e, no gabinete, capatazes transvestidos de diretores, corrompidos pelo poder (com raríssimas exceções!).

Como posso estar bem se, constantemente, passa pela minha cabeça a ideia de que as coisas podem piorar ainda mais (?)  e que, sendo assim, o que valerá o ser humano/educador para o também ser humano/classe política?

Como posso estar bem se, a todo momento, questiono quem serão os futuros educadores da minha filha de 5 anos e de meus futuros netos?

Como posso estar bem se, no meu dia a dia, convivo com verdades que doem, com dúvidas que corroem e com mentiras que destroem?

Enfim, acabei de sair das estatísticas acima ... mas, juro que gostaria de estar bem, de verdade!